Editora 3

"

Nós somos a Editora Três

Independência editorial é o pilar do compromisso que mantemos com o Leitor e que baliza nossa missão de contribuir para o desenvolvimento de um Brasil mais justo e feliz.
Caco Alzugaray, presidente executivo da Editora Três

"

A revista HARDCORE existe para o surf, seus ídolos, ícones, admiradores e inseparável life style.

Nossas Plataformas

Periodicidade: Mensal
Tiragem: 40.000

Revista HARDCORE

"Em abril de 1989, nascia a Hardcore: em formato tablóide, com distribuição restrita ao estado de São Paulo e com a capa como única página colorida. Após oito edições, a revista ganhou força e dimensão. O formato passou a ser o convencional das revistas, em papel couche inteiramente colorida – um salto de qualidade para acompanhar o mercado surfwear que crescia e se desenvolvia paralelamente à revista.Com uma linha editorial voltada para o desenvolvimento e fortalecimento dos atletas brasileiros, a Hardcore ganhou o slogan que mais tarde se tornaria as marca registrada: “A mais Surf do Brasil”. Feita com colaborações dos melhores fotógrafos e jornalistas nacionais e internacionais, a revista recebeu diversos prêmios, como o de melhor cobertura do Circuito Brasileiro Profissional (por três vezes consecutivas) e do Circuito Mundial.

No final dos anos 90, a reportagem “O Surf Brasileiro Faliu?”, publicada na edição de aniversário, “chacoalhou” o mercado. A Publicação intimou todos a trabalhar em prol do surf tupiniquim, e a discussão do tema fez o esporte amadurecer.

Anos depois, a Hardcore lançou a campanha “Quem surfa lê”, e manteve-se fiel à postura de valorizar o saff especializado, de linguagem clara e carregada de feeling – uma relação verdadeira de surfista para surfista.

Com os pés na água e sempre de olho nos acontecimentos, a Hardcore foi a pioneira ao ser a primeira revista nacional a publicar uma menina na capa, a vice-campeã mundial e sensação atual, Silvana Lima. A atitude gerou diversos comentários positivos de leitores e profissionais do mercado. O veículo também foi responsável pela valorização da nova safra competitiva, por meio da criação da Pesquisa Sub20, eleição que divulga há mais de 10 anos os novos talentos de todas as regiões brasileiras.

Recentemente, “A Mais Surf do Brasil” deu mais um passo à frente dos concorrentes com a Expedição Hardcore, uma “volta ao mundo” com um fotógrafo brasileiro nos principais paraísos do esporte. O objetivo? Gerar conteúdo exclusivo e, consequentemente, furos de reportagens. A onda de Pasti, na Indonésia, jamais divulgada na mídia, foi batizada em uma das matérias feitas durante esta expedição.

Nesses mais de 20 anos de história, a Hardcore jamais mediu esforços para valorizar o mercado nacional, criando e relevando grandes ídolos brasileiros. Manteve-se de pé, pensando sempre na próxima onda da série. Tudo isso pelo simples fato de amar e viver para o esporte, e de se expressar de forma livre e independente.